Farmacêutico percorre escolas de Humaitá para falar sobre profissão

Com uma boa história a ser contada sobre sua trajetória e as realidades da profissão, o farmacêutico Daniel Faria de Lara Chaves leva aos alunos do ensino médio das escolas públicas de Humaitá (a 693 quilômetros de Manaus) o projeto “O Farmacêutico”.

A iniciativa surgiu ainda em Guajará-Mirim, em Rondônia, onde o farmacêutico se formou, e percorreu algumas escolas da região. 

Há dois anos, ele se mudou para Humaitá e decidiu continuar o projeto. Mas o desejo de falar sobre a profissão nasceu há mais tempo. “Quando eu estava no ensino médio, houve uma palestra de um estudante de Medicina. Desde meus 12 anos, eu tinha o sonho de ser farmacêutico. Prometi que quando eu me formasse, ia fazer essas palestras para divulgar a profissão”, disse Daniel, que já esteve em seis escolas de Humaitá até o momento. 

Segundo ele, a abordagem é feita com os alunos do Ensino Médio por abordar matérias como Química e Biologia. 

“A minha palestra, por ser motivadora, tem uma recepção muito boa por parte dos alunos e dos coordenadores das escolas, porque eu conto a minha história. Falo sobre um garoto pobre, que conseguiu sair da miséria. Conseguiu uma bolsa e que se tornou farmacêutico. Está ali, dizendo que é possível”, destacou.