Convênio por emissão de boletos vai gerar economia ao CRF-AM de R$ 160 mil

Um convênio firmado entre Conselho Regional de Farmácia do Amazonas e o Conselho Federal de Farmácia vai permitir uma economia de mais de R$ 160 mil ao ano para os cofres da autarquia, que seriam usados para a emissão de boletos das anuidades.

A cada vez que um boleto é emitido, uma taxa é paga pelo beneficiário - ou seja, o órgão para qual o pagamento será destinado. Por conta disso, quando o boleto da anuidade for emitido por cada profissional ou firma, o beneficiário aparece como sendo o Conselho Federal de Farmácia. O CFF, por sua vez, repassará os valores da anuidade para o regional, que irá gerir o valor arrecadado normalmente.

O convênio foi firmado através de articulação do Presidente Jardel Inácio e do Conselheiro Federal Marcos Aurélio Ferreira, que trataram da questão na última reunião do CFF, em Brasília.  "No momento em que trabalhamos para o aprimoramento da gestão, visando otimizar os gastos do Regional, a confirmação desse convênio vem para selar esse processo, com total apoio do nosso Conselheiro Federal e a sensibilidade do Presidente do Conselho Federal, Dr. Walter Jorge João e toda sua Diretoria", destacou o presidente do CRF-AM, Jardel Inácio.

O conselheiro federal Marcos Aurélio também destacou a importância da parceria entre os órgãos. "Conseguimos trabalhar conjuntamente para que a anuidade não fosse reajustada este ano e agora vamos conseguir uma importante economia para o regional. Este valor certamente será usado em várias ações importantes a serem desenvolvidas em 2020".

A emissão dos boletos está liberada por meio do CRF Web desde esta sexta-feira (10/01). Quem fizer o pagamento da cota única até o quinto dia útil do mês de fevereiro, obtém 15% de desconto no valor. Para quem preferir, há a opção de parcelamento em seis vezes sem juros - porém, sem o desconto.