CFF quer saber como o ensino farmacêutico está se organizando na pandemia

O Conselho Federal de Farmácia, por meio da sua Comissão Assessora para a Educação Farmacêutica, quer saber como estão sendo desenvolvidas as atividades acadêmicas durante a pandemia de Covid-19, nos cerca de 1,4 mil cursos de Farmácia espalhados pelo país. Para isso, o conselho está realizando uma pesquisa com estudantes e professores dos cursos, que pode ser respondida por meio do link https://forms.gle/YgbyHJhYdBHUkD328

As informações coletadas subsidiarão medidas que venham apoiar ações voltadas à qualidade do ensino farmacêutico. Por conta do isolamento social imposto pela pandemia, as aulas presenciais foram suspensas e as instituições de ensino tiveram de adaptar as atividades planejadas. “O conselho que sempre foi protagonista em questões relacionadas à educação farmacêutica, está atento a isso e vai procurar trabalhar pelos melhores resultados dessa situação, a fim de que seja preservada a qualidade da formação”, comenta o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João.